Blog

Os nomes das notas musicais – Atividades 1

O automatismo das ordenações dos nomes notas musicais é uma das ferramentas básicas da leitura musical. Para mim não existe maneira mais musical e impactante de abordar esse conteúdo do que com a escuta do arranjo da música Minha Canção, que integra a trilha de Os Saltimbancos, versão de Chico Buarque para o original de Enriquez e Bardotti, inspirado no conto Os músicos de Bremen dos Irmãos Grimm. De imediato, diversão: os personagens – quatro animais – expõem seu (des)conhecimento a respeito das notas musicais. O burro, compenetrado e inteligente, ensina-os, então, a entoar uma escala, que é apresentada com delicadeza e elegância pela flauta. Em seguida o grupo canta a escala com os nomes das notas e, depois, com a letra-pura-poesia. Assim, as crianças compreendem para que servem as notas musicais: para formar melodias as partir de infinitas combinações e podermos viajar nos contornos sonoros. Gosto de apresentar a letra da canção como mostrado na ilustração, em movimento ascendente e descendente, e não da forma convencional, de cima para baixo (lá embaixo você encontra um link para imprimir esta figura (abra o link, clique na imagem e depois em “visualizar impressão” para escolher o tamanho desejado).

minhacancao

A apreensão da ordenação dos sete nomes em sequência é imediata e muitas crianças já trazem-na assimilada. O que precisa ser trabalhado é o automatismo em pequenos blocos e em duplas de notas vizinhas. Os jogos com cartões e cartelas favorecem e consolidam o automatismo das ordenações das notas devido à sua natureza visualmente concreta. Com um conjunto de dez fichas de cada nome de nota e algumas cartelas e cartazes podem ser feitos vários jogos. É importante eles que sejam utilizados paralelamente a atividades que envolvam a verbalização de sequências de notas juntamente com batimentos corporais (palmas ou batidas nas pernas), atividades com bola, nos instrumentos melódicos e, principalmente, com a performance de canções e peças que apresentem tais padrões em graus conjuntos, como O sabiá, da Carmem Mettig, Maria Fumaça e Lobo Mau, de minha autoria. Você pode ouvir a música Lobo Mau no seguinte link:

http://dl.dropbox.com/u/15280243/Lobo%20mau.wma . Role até o final do blog, e lá embaixo você encontrará uma página com esta atividade para imprimir (clique na imagem e depois em “visualizar impressão”, para ajustar o tamanho).
Lobo Mau para blog

Nos jogos sugeridos em seguida, as notas são apresentadas primeiro em uma disposição vertical e depois em diagonal. A disposição diagonal envolve a compreensão de duas dimensões simultâneas: a do intervalo entre as notas e a seqüência temporal melódica das mesmas, o que representa um importante pré-requisito para a leitura.

Arranha ceu

JOGO DO ARRANHA-CÉU

Este jogo trabalha as ordenações em graus conjuntos.
O professor distribui fichas para os alunos preencherem
o edifício (deve-se começar também pelo topo do arranha-céu para se trabalhar também o automatismo descendente). Depois de preenchido o edifício, os alunos devem falar toda a seqüência em movimento ascendente e descendente. Gradativamente, o professor vai retirando algumas fichas do cartaz até que eles reproduzam toda a sequência de memória.

Jogo do condominio 2

JOGO DO CONDOMÍNIO

Este jogo trabalha a fixação dos vizinhos em disposição diagonal. Cada participante recebe uma cartela. As fichas são colocadas sobre a mesa, viradas para baixo. A cada rodada, o aluno retira uma ficha e verifica se ela se encaixa na sua cartela. As que não se encaixarem são descartadas e podem ser compradas pelos colegas, até todos preencherem suas cartelas.

kuala lumpur

KUALA LUMPUR

Kuala Lumpur é o nome da capital da Malásia, cidade onde se situa um dos edifícios mais altos do mundo. Este jogo destina-se às ordenações em terças. O edifício apresenta 28 andares vazios dispostos alternadamente à esquerda e à direita. Cada aluno recebe cinco fichas. Sorteia-se uma ficha para iniciar o edifício e esta é colocada no primeiro espaço, à esquerda. O próximo aluno coloca a devida nota no espaço subindo à direita, e assim por diante, até se completar todo o edifício. Se ninguém tiver a nota necessária, o professor poderá buscá-la no monte de fichas. Quando o edifício estiver completo, os alunos deverão falar a seqüência das notas dispostas à esquerda e depois à direita, verbalizando, assim, a sequência de terças formada em cada coluna vertical.


PARECE MAS NÃO É

Este jogo trabalha a associação de intervalos de segundas e terças à sua representação no pentagrama. O material consiste de cartelas retangulares divididas em seis espaços. O espaço superior contém a representação de um intervalo de segunda ou de terça, nas linhas ou nos espaços, ascendente ou descendente. As fichas contêm os nomes de duas notas correspondentes às várias combinações de intervalos. Cada participante recebe uma cartela; as fichas são colocadas sobre a mesa, viradas para baixo. Os alunos devem preencher suas cartelas com as fichas correspondentes ao intervalo representado.
parece

vizinhanca

VIZINHANÇA

Este jogo consiste de um circuito para ser preenchido com nomes de notas, subindo e descendo. Cada participante recebe dez fichas e, em cada rodada, posiciona uma delas em um local apropriado, conforme as referências que se encontram espalhadas na imagem. Pode ser preciso comprar fichas no monte. É permitido posicionar fichas em terças, ou mesmo em outros intervalos. Vence quem terminar suas fichas primeiro.

Você pode imprimir este jogo em tamanho A4 abrindo o link lá embaixo. Clique na imagem e ajuste o tamanho no menu “visualizar impressão”.
Este post está em: 2010Os nomes das notas musicais – Atividades 1 Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma resposta